Publicidade

UERN é a única universidade pública na zona Norte e oferece 210 vagas

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SISU) começam nesta terça-feira (24). Isso, todos os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio já sabem. O que muitos não sabem ainda é que o Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) em Natal tem 210 vagas para cinco cursos gratuitos de graduação: Direito, Turismo, Ciência da Computação, Ciência e Tecnologia e Ciência da Religião.

Os cursos de graduação da Universidade do Estado funcionam provisoriamente no Complexo Cultural da UERN, na Avenida João Medeiros Filho, estrada para a Redinha, zona Norte da capital.

Sem essas informações, muitos jovens moradores da zona Norte de Natal ainda
atravessam a ponte para fazer graduação e, em muitos casos, em universidades particulares, pagando altas mensalidades ou recorrendo ao Fies.

Apesar das instalações provisórias, o corpo de professores da UERN está entre os mais qualificados entre as universidades públicas e privadas em funcionamento na capital, com mestres e doutores em sala de aula nos cinco cursos.

No Sisu 2017, a UERN ofertará mais 40 vagas para o curso de Direito, somando 80 no total.

De acordo com o diretor do Campus da Uern em Natal, Prof. Dr. Chico Dantas, a expectativa é de que, a partir do mês de abril, a universidade amplie suas atividades e presença na capital, com a inauguração da nova e definitiva sede do campus, localizada ao lado do Complexo Cultural.

Segundo ele, a nova sede vai proporcionar a ampliação de laboratórios de pesquisa, além da abertura de novos cursos e o crescimento da oferta de
vagas.

O prédio definitivo da UERN já está quase pronto, devendo ser entregue ainda neste mês de janeiro. Mas, depois da entrega a Universidade ainda terá que buscar recursos para climatizar e mobiliar salas e laboratórios de pesquisa.

enviar comentário
Publicidade

Justiça determina à Aeronáutica que compartilhe dados com PF e MPF

A pedido da Polícia Federal e do Ministério Público, a Justiça Federal de Angra dos Reis (RJ) determinou que a Aeronáutica compartilhe gravações e dados sobre o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), na semana passada.

A decisão também obriga o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e o Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Sipaer) a não desenvolver atividade que possa alterar a integridade de materiais recuperados da aeronave que caiu em Paraty.Responsável por investigar quedas de aviões no Brasil, o Cenipa está, por exemplo, com o gravador de voz (Cockpit Voice Recorder) do avião.

O equipamento registra os diálogos do piloto na cabine, seja com outros passageiros ou com o controle de tráfego aéreo e pode ser fundamental para esclarecer o que provocou o acidente.O aparelho está passando por perícia em Brasília para que os investigadores descubram se o gravador estava ligado, registrando as conversas durante o voo. Com a decisão, as gravações, se existirem, terão de ser compartilhadas com a PF e o MPF.O Cenipa nformou nesta segunda-feira (23) que a caixa-preta do avião tem danos, mas o aparelho é “altamente protegido”. Ao tomar a decisão, a Justiça também decretou o sigilo das investigações realizadas pela PF.

 

G1

enviar comentário
Publicidade

Morre aos 86 anos o artista plástico potiguar Dorian Gray Caldas

Faleceu ma noite desta segunda, 23, no Natal Hospital Center, o artista plástico Dorian Gray Caldas, de 86 anos, vítima de um infarto agudo do miocárdio.

Diriam já estava internado há 12 dias tratando uma pneumonia e passando por hemodiálise.

Ele também integrava a Academia Norte-Riograndense de Letras.

Dorian estreou na arte em 1950, junto com os primeiros e grandes amigos Newton Navarro e Ivon Rodrigues, no 1º Salão de Arte Moderna de Natal. Seu primeiro livro se deu 11 anos depois, em 1961, intitulado “Instrumento de Sonho”.

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

 

FOtO: Alexandro Gurgel

enviar comentário
Publicidade

Auditores Fiscais do RN ameaçam paralisar as atividades

Categoria cobra retomada do pagamento dos salários em dia e deve votar indicativo de greve em assembleia geral, na próxima quarta (25), em frente à SET – Secretaria de Tributação do Estado

Os Auditores Fiscais do Tesouro Estadual do Rio Grande do Norte se reunirão na próxima quarta-feira (25) para discutir pauta de paralisação de atividades no mês de fevereiro. O movimento será em protesto aos recorrentes e excessivos atrasos no cumprimento da folha de pessoal do Poder Executivo, além da falta de publicação de um calendário de pagamento, o que vem causando diversos transtornos aos servidores.
“É preciso que o Governo priorize o pagamento dos salários dos seus servidores! Sabemos que o Brasil e o Rio Grande do Norte enfrentam uma grave crise econômica, com reflexos diretos na geração e circulação de riquezas, e por conseguinte na geração de receitas. Contudo, mesmo nesse cenário adverso, o Fisco Estadual do RN vem fazendo sua parte, proporcionando aumento de arrecadação ao Estado. No ano de 2016, a arrecadação do ICMS foi recorde e cresceu 8,5% em relação ao ano anterior, atingindo a cifra de R$ 4,9 bilhões”, destaca o presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais – Sindifern, Pedro Lopes.

Os representantes do Fisco chamam atenção que os servidores do Executivo não são responsáveis pela atual crise financeira e, portanto, estão sendo injustiçados, pois amargam uma conta que não é deles.
“Os gastos com pessoal do Executivo desde 2010 evoluem no mesmo ritmo das receitas. O problema identificado pelo Fórum das Entidades Classistas, o qual integramos, foi o desequilíbrio noutros gastos. Desde outubro passado que a crise econômica tem exigido do Governo medidas austeras e efetivas, no sentido de regularizar as finanças e, por conseguinte, o calendário de pagamento, nos termos da Constituição do Estado do Rio Grande do Norte”, informa Pedro.
“Iniciamos 2017 com frustração de 30 dias de atraso na percepção dos salários de dezembro. Se nada for feito imediatamente, os atrasos aumentarão, tornando o cenário insustentável, o que poderá levar a um colapso total na prestação de serviço público no RN. Os Auditores Fiscais do RN chegaram no seu limite e exigem salários em dia já!”, finaliza Lopes.
A categoria foi convocada para uma assembleia geral extraordinária, que será realizada ao ar livre em frente à SET RN – Secretaria de Tributação, no Centro Administrativo, na próxima quarta-feira (25), às 9h. Na pauta está a deliberação sobre o movimento paredista e outras ações da categoria.

SERVIÇO:
Assembleia Geral do Fisco
Quarta-feira – 25/01/2017 – às 9h.
Local: Em frente à SET RN (Centro Administrativo do Estado).
Mais informações e contato para entrevistas: Pedro Lopes – Presidente do Sindifern – 99127-3902 – 99615-3898.

enviar comentário
Publicidade

Polícia vai intervir em Alcaçuz nesta terça, diz secretário de segurança

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed), Caio Bezerra, afirmou nesta segunda-feira (23) que a Polícia Militar e Grupo de Operações Especiais (GOE) da Secretaria de Justiça (Sejuc) vão entrar na Penitenciária Estadual de Alcaçuz para uma revista minuciosa nos pavilhões nesta terça (24). Ele também anunciou uma série de medidas urgentes para tentar solucionar o problema do presídio, que há dez dias enfrenta rebeliões.
Segundo o secretário, todos os pavilhões serão alvo da intervenção.
As medidas foram anunciadas após reunião do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) na Escola do Governo entre o governador, secretários da Segurança e Justiça, Procuradoria da República e entidades convidadas para debater sobre a situação do presídio.
“Vamos paulatinamente, com esse reforço das Forças Armadas, dos agentes penitenciários levar os presos para os pavilhões”, afirmou. “Estamos trabalhando para resolver esse problema o mais rápido possível.”
Os detentos continuam soltos dentro da penitenciária onde uma rebelião deixou pelo menos 26 mortos. Questionado se a intervenção servirá para tirar as armas do presídio, o secretário respondeu: “Sem dúvida nenhuma. Já tirei vários caminhões com armas brancas, com facões, com lanças”.
O secretário anunciou ainda medidas que serão tomadas nos próximos dias para tentar retomar o controle de Alcaçuz. Ao todo, 70 agentes penitenciários federais e de quatro estados vão ajudar nas ações.

 

Com informações do G1

Comentários (2) enviar comentário
  1. Ferreira disse:

    Difícil essa estratégia de comunicação, operações policiais sendo anunciadas na mídia.

    Por isso que a coisa está do jeito que está!

    O governo precisa pelo menos definir uma boa estratégia de comunicação!

  2. Dulce câmara disse:

    Corta água, Corta energia elétrica, e comida.

Publicidade

Amistoso da seleção gera atrito entre Globo e CBF

A transmissão do amistoso da próxima quarta-feira entre Brasil e Colômbia abriu um racha entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Globo. A partida foi idealizada pelos dois países como forma de homenagear as vítimas do acidente da Chapecoense, no fim do ano passado. Toda a renda gerada pelo jogo será destinada às famílias.

Na semana passada, a CBF decidiu abrir para todas as emissoras interessadas o sinal daquele que está sendo chamado de “Jogo da Amizade”. Ou seja, os direitos de transmissão da partida marcada para o Estádio Nilton Santos (Engenhão) serão repassados de maneira gratuita para canais abertos e fechados do Brasil e exterior.

Inicialmente, a CBF tentou vender por cerca de 2 milhões de reais a transmissão do jogo para a Globo, que recusou a proposta. Há décadas a emissora transmite os jogos da seleção com exclusividade, mas a partida entre Brasil e Colômbia – marcada de maneira extraordinária – não estava prevista em contrato. Incomodada com a atitude da parceira histórica, a cúpula da CBF decidiu retaliá-la com a distribuição do sinal para seus concorrentes.

Entre as emissoras abertas, Band e Rede TV! vão transmitir o jogo na próxima quarta-feira. SBT e TV Brasil ainda não decidiram. Já a Record prefere exibir o Programa do Gugu na noite de quarta, mas o jogo estará disponível no seu canal fechado (Record News). Na TV fechada, além do SporTV, Fox Sports e ESPN exibirão a partida.

A desavença é mais um episódio de atrito da Globo com o mundo do futebol nos últimos doze meses. Desde novembro de 2015, a emissora desligou o executivo Marcelo Campos Pintos, responsável por fechar todos os contratos de direitos de transmissão do futebol nos últimos vinte anos.

No mesmo período, a Globo foi alvo de um inédito – e bem-sucedido – movimento para eliminar a sua hegemonia na compra de direitos de campeonatos de futebol. O Canal Esporte Interativo fechou contratos para transmitir a partir de 2019 jogos de dezesseis times dos campeonatos brasileiros das séries A, B e C (entre eles Inter, Palmeiras e Santos). “Com Campos Pinto, a Globo jamais teria perdido tantos contratos. E as suas concorrentes também nunca transmitiriam jogos da seleção”, afirma uma fonte que acompanha as negociações.

A CBF admite que negociou com a Globo a transmissão exclusiva do jogo, mas nega que tenha tratado de valores. As conversas foram abertas porque o contrato para a exibição de amistosos da seleção venceu recentemente. Oficialmente, a CBF também informa que as são ótimas as relações com a Globo e que um exemplo foi o anúncio conjunto em dezembro da nova premiação dos clubes na Copa do Brasil (a maior de todos os tempos).

 

VEJA

enviar comentário
Publicidade

Massoterapeuta deixou carta para namorado antes de viajar

Uma briga fez com que o comerciante Rodrigo Silva, de 38 anos, não estivesse a bordo do bimotor PR-SOM que caiu em Paraty, litoral do Rio de Janeiro, na última quinta-feira. Entre as vítimas do trágico acidente estava a sua namorada, Maíra Panas, a mãe dela, Maria Hilda, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), o empresário Carlos Alberto Filgueiras (dono do avião) e o piloto Osmar Rodrigues.

Incomodado com os boatos maldosos que circularam nas redes sociais de que Maíra fosse acompanhante de luxo, Silva disse a VEJA que ele também havia sido convidado para a viagem. E que só não foi porque se desentendera com Maíra dias antes. “Uma briga salvou a minha vida. Fizemos um ano de namoro na semana da morte dela”.

Um dia antes do acidente aéreo, Maíra escreveu uma carta (veja abaixo) de reconciliação para Rodrigo, que havia saído de casa por causa das discussões. Quando soube das primeiras informações de que ela poderia estar no avião, ele começou a ligar para o celular dela. Depois, correu para o apartamento e encontrou a carta em cima da mesa da sala. “Para lembrarmos daqui alguns meses. Para sempre eu e você. Na tristeza, nos pesares, nas alegrias ou conquistas, precisamos nos lembrar mais, mandar cartas como fazíamos antigamente. Bem vindo à nossa casa, nosso lar, hoje 18/1/201…, é só nosso começo, lindo meu”, dizia o texto.

Rodrigo e Maíra moravam juntos há um ano na Vila Mariana, em São Paulo, e tinham planos de montar uma clínica de massoterapia — ela estava no segundo semestre do curso de fisioterapia. Nos últimos meses, ela conciliava a faculdade com aula de dança para crianças, a venda de sucos detox e as massagens. Atendia a maioria dos clientes em uma sala alugada pelo casal, mas também fazia atendimentos particulares, como no caso de Filgueiras, dono do luxuoso Hotel Emiliano. Segundo Rodrigo, Maíra havia sido a única que conseguira tirar a dor na coluna do empresário.

 

Veja

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Edu disse:

    Talvez seja mesmo verdade, pois eu nunca vi uma periguete levar a mãe para seus atendimentos…Que Deus a tenha.

  2. Kall disse:

    Sei…

Publicidade

Veja a Nota das Associações de Praças policiais e bombeiros militares sobre a crise do sistema penitenciário

Veja Nota abaixo:

 

SEMPRE FOMOS A “PAREDE HUMANA” ENTRE A SOCIEDADE E O CAOS.

Nós, representantes legítimos  da maioria dos policiais e bombeiros militares do RN, viemos através desta nota pública fazer ecoar mais uma vez a voz dos profissionais que hoje atuam diuturnamente na linha de frente em Alcaçuz em prol da sociedade potiguar, na qual obviamente estamos inseridos como cidadãos, mas sem nunca deixar de representar o Estado frente aos últimos acontecimentos no RN. *Sempre fomos escudos humanos da sociedade, mas de detentos jamais seremos!*

Mais uma vez por sucessivos “desgovernos” no RN os militares estaduais são convocados para assegurar a ordem, a paz e a proteção social frente a omissão histórica dos que desprezaram questões sociais importantes e desconsideraram o conceito macro que envolve segurança pública, que de nenhuma maneira se resume a força policial. O fato é que por não raras as vezes somos o último fio de Estado frente ao caos, já somos a última barreira entre o crime e a sociedade, e é por esta razão é que não poucos de nossos colegas não estão mais entre nós, defenderam a sociedade com a própria vida.

Os bravos policiais e bombeiros militares arriscam constantemente sua vida a despeito do *atraso de salários*, da *falta de estrutura*, de *atraso nas promoções*, de *calote de níveis remuneratórios* e *descaso* dos gestores, logo ratificamos o compromisso com a sociedade potiguar, mesmo entendendo que novamente a crise no sistema prisional *não é competência institucional dos militares estaduais*, estamos e estaremos lá atuando pedradas dos detentos, de parte da sociedade e da imprensa.

Aos nossos heróicos irmãos de farda nossas homenagens pelo espírito público, que inclusive os motivaram a sair de suas casas até mesmo de folga ou de férias, deixando suas famílias para defender todas as demais, em *escalas reduzidas*. Os militares estaduais que hoje atuam em Alcaçuz evitaram uma tragédia ainda maior em um confronto com mais de mil presos fora de seus pavilhões, mais do que isso, evitaram e evitam uma fuga em massa em Alcaçuz. Deixamos nossos votos de dias melhores e de mais reconhecimento aos policiais e bombeiros militares, e oportunamente parabenizamos a cada militar  pelo excelente trabalho e esforço sobre humano.

Natal/RN, 22 de janeiro de 2016.

Comentário (1) enviar comentário
  1. FRASQUEIRINO disse:

    E se não usar os militares, treinados e qualificados para esse tipo de missão, vão chamar quem, os escoteiros?

Publicidade

Emparn registra chuvas em 39 municípios do RN neste fim de semana; veja

Nos últimos três dias, choveu em 39 municípios do Estado, de acordo com a gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Nortex (Emparn).

No Oeste potiguar, choveu mais forte em Encanto, com 12 mm; Pau dos Ferros, com 11 mm; Paraná, 10 mm; e Janduís, 5 mm. Choveu também em Alto do Rodrigues, Ipanguaçu, Rodolfo Fernandes, Apodi, São Rafael e Marcelino Vieira.

Na região Central, choveu em Cruzeta, 13,4 mm; Cerro Corá, 11,4 mm; São José do Seridó, 4,5 mm e Santana do Matos, 3,5 mm. Choveu ainda em Macau e Lagoa Nova.

No Agreste potiguar, choveu em Jundiá, 67 mm; Monte Alegre, 38 mm; Boa Saúde, 37,6 mm; Serrinha, 37,3 mm; São Bento do Trairi, 31,5 mm; Passa e Fica, 29,1 mm; Santo Antônio, 28,6 mm e Ielmo Marinho, 22 mm. Choveu ainda em Bento Fernandes, São Paulo do Potengi, Bom Jesus e Parazinho.

Na região Leste, choveu em Parnamirim, 96,8 mm; em Espírito Santo, 70 mm; Natal, 55,8 mm e Nísia Floresta, 48,3 mm. Choveu ainda em São Gonçalo do Amarante, Extremoz, Baía Formosa, Canguaretama, Ceará-Mirim e Taipu.

enviar comentário
Publicidade

Empresas de ônibus começam a recolher os veículos ás 19:00 desta segunda

O SETURN enviou nota para o BlogdoBG informando sobre o funcionamento dos ônibus nesta segunda e terça-feira.

Segue:

Por questão de logística da própria segurança, os ônibus serão recolhidos entre 19:00 h e 20:30 h, nesta segunda-feira.

Amanhã, terça-feira, dia 24.01.2017, a operação será iniciada às 5:00 h da manhã e finalizada as 22:00 h.

Assim, em não havendo ocorrências criminosas, paulatinamente a operação chegará à normalidade.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Andre disse:

    Isso é uma vergonha ……. a cidade já é mau servida de transporte público e ainda fica nessa situação, só quem sofre é a classe trabalhadora , onde estão os nossos governantes

Publicidade

OMS pede atenção mundial à gripe aviária

Agentes participam de abate massivo a patos na França, ordenada pelo governo em três regiões do país no início do mês – REGIS DUVIGNAU / REUTERS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu que todos os países monitorem de perto surtos da gripe aviária em aves, notificando rapidamente as autoridades em caso de algum sinal da doença em humanos que poderia sinalizar o início de uma pandemia.

Diferentes linhagens da gripe aviária têm se espalhado pela Europa e Ásia desde o final do ano passado, levando a um abate de aves em larga escala em alguns países e algumas mortes de humanos na China.

Segundo a OMS, aproximadamente 40 países relataram novos surtos de infecção em aves pelo vírus Influenza desde novembro.

— A distribuição geográfica acelerada destes surtos e o número de linhagens do vírus circulando conjuntamente hoje colocaram a OMS em um nível de alerta alto — afirmou a diretora-geral da organização, Margaret Chan.

Ainda segundo Chan, o mundo está mais preparado para uma pandemia de Influenza do que a ocorrida entre 2009 e 2010 — “mas com certeza não totalmente”, destacou.

Na China, houve um “aumento repentino e profundo” de casos em seres humanos do H7N9 desde dezembro, e a OMS não foi capaz de descartar uma disseminação humano-humano em dois casos, apesar de não ter sido detectada disseminação sustentada até o momento, afirmou Chan.

De acordo com uma regulação internacional, os 194 Estados-membros da OMS devem detectar e relatar casos de surtos rapidamente.

— Não podemos sustentar uma perda de sinais precoces — alertou Chan.

A delegação chinesa, presente em um encontro da organização em Genebra, afirmou que seguirá suas obrigações em comunicar e responder a qualquer surto.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

Justiça decreta sigilo em investigação de acidente que matou ministro Teori Zavascki

Guindaste iça no final da tarde deste domingo os destroços do avião que caiu no mar com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, e mais quatro pessoas próximo à Ilha Rasa, a dois quilômetros de Paraty (RJ) – FÁBIO MOTTA / ESTADÃO CONTEÚDO

O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou nesta segunda-feira o sigilo das investigações sobre a queda do avião que levava o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e outras quatro pessoas. A aeronave caiu em Paraty, no Sul-Fluminense, na última quinta-feira. Nesta terça-feira, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal vão ouvir testemunhas do acidente.

A procuradora Cristina Nascimento de Melo, do Ministério Público Federal em Angra dos Reis, pediu à Anac e ao comando da Aeronáutica documentos relativos à manutenção da aeronave e gravações de conversa entre piloto e torre de controle.

CAIXA-PRETA TEM DANO

De acordo com o G1, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), ligado à Aeronáutica, informou nesta segunda-feira que a caixa-preta do avião tem danos. No entanto, ela é dividida em duas partes e a que contém o gravador de voz é “altamente protegida”. A caixa-preta, que contém o gravador de voz, está em Brasília desde o último sábado.

A Aeronáutica não informou ao G1 se já identificou algum registro de voz no gravador ou se o contato com a água do mar o danificou.

Além do ministro do STF, morreram no acidente o empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do Hotel Emiliano, o piloto Osmar Rodrigues, a massoterapeuta Maira Lidiane Panas Helatczuk, de 23 anos, e a mãe dela, Maria Ilda Panas, de 55 anos.

Os destroços do avião foram retirados no mar na noite de domingo e vão seguir nesta segunda-feira em uma balsa para Angra dos Reis. De lá, as peças serão levadas de carreta para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, onde vão passar por uma perícia feita pela Aeronáutica.

Parte dos investigadores que atua no caso do acidente em Paraty trabalhou nas apurações sobre a morte do ex-governador Eduardo Campos em um acidente aéreo em Santos (SP) em plena campanha presidencial de 2014. Na equipe da Polícia Federal que foi deslocada pelo caso há integrantes que atuaram no episódio de 2014, mas a composição não é exatamente a mesma.

Teori era relator da Lava-Jato no STF. Era ele quem homologava delações premiadas que envolvessem políticos com foro privilegiado, como ministros, deputados federais e senadores. As últimas delações que estavam sendo analisadas por ele eram de executivos da Odebrecht.

 

O Globo

 

Comentários (3) enviar comentário
  1. ELTON disse:

    O MENTOR É O LULA…..ASSIM COMO FEZ COM EDUARDO CAMPOS E CELSO DANIEL.

Publicidade